Translate this Page

Jardim Botânico
Jardim Botânico

Além de um centro de pesquisas, o Jardim Botânico representa uma das maiores contribuições de Dom João VI ao lazer ecológico do Rio de Janeiro. 


Uma área de educação ambiental, lazer, tranquilidade em meio à natureza, o Jardim Botânico é um local privilegiado pela preservação de inúmeras espécies vegetais, cercadas pelas mais belas paisagens, formadas por jardins, lagos, cascatas, fontes, grutas, mirantes, monumentos, chafarizes e pracinhas... o cenário perfeito para piqueniques, passeios em famílias, brincadeiras entre crianças, uma tarde romântica entre casais de namorados, um lugar de descanso, de leitura, de contemplação do que há de mais bonito na botânica. 

Alem da Biblioteca e do Museu Botânico, há outras construções, como o Museu Arqueológico e o centro de Visitantes. As obras de arte e arquitetura se fazem presente também nos bustos de personalidades e divindades gregas, mitológicas, que embelezam as aleias (alamedas) do Jardim Botânico

Como não poderia faltar, os canteiros cultivados por rosas tornam o Roseiral um ponto de visitação imperdível, assim como a Estufa das Insetívoras (aquelas plantas que capturam e digerem insetos, também conhecidas como carnívoras), o Orquidário, o Jardim Japonês, o Cactário e o Jardim de Aroma e Tato, dirigido a deficientes visuais, que podem sentir as diversas texturas e aromas de plantas, identificadas em braile nas placas situadas próximas às plantas.

Também são imperdíveis as visitações aos mais belos lagos existentes no Jardim Botânico. Um deles é o Lago frei Leandro, que encanta a todos com as vitórias régias, as estátuas – verdadeiras obras de arte - que o cercam e a pequena ponte que permite a travessia de um lado a outro. Há ainda o Rio dos Macacos que nasce no Maciço da Tijuca e atravessa o Jardim Botânico em canais.

Numa área de preservação como é o Jardim Botânico, foi necessário elaborar um Regimento de Uso Público. Este enumerou uma série de regras para garantir um bom uso da área e a conservação da mesma. Uma das regras é não realizar lanches em torno do parque. Para isso, foi reservada uma área onde estava situada a antiga Fábrica de Pólvora. Esta foi destruída por uma grande explosão, sendo construído nas ruínas, um playground, a maior atração das crianças. Próximo a ele, está a lanchonete do Jardim Botânico, cercada de mesas, aproveitadas por muitos como opção de piquenique.

Além de todas as atrações turísticas, é importante destacar a importância do Jardim Botânico como centro de pesquisas, de produção e difusão científicas. Recentemente, desenvolveram-se projetos a respeito de plantas medicinais, apontando todos os benefícios e as ações terapêuticas e farmacológicas das mais diversas plantas.


Facebook


topo